sábado, 1 de dezembro de 2012

A reforma do Colégio continua a todo o vapor!



Confira as melhorias:








Esperamos que o próximo ano letivo,  comece com o colégio e os alunos totalmente renovados!

Suelen Franco
Jardel Franco








terça-feira, 27 de novembro de 2012

OLEJ 2012



A OLEJ ocorrerá nos dias 12, 13 e 14 de dezembro. O organizador e mentor desta ideia, professor  Fábio André Santa Clara, respondeu nossas perguntas sobre mais detalhes deste evento :
Quais modalidades desta edição da OLEJ?
R: Dentre as 22 que compõe a olej, este ano apenas cinco, futebol sete, futsal, handebol, voleibol e voleibol trio.
Qual sua expectativa em relação a OLEJ?
R:  A expectativa é de novamente o colégio estar reunido em torno do esforço coletivo em busca do objetivo de desenvolver a amizade, respeito, disciplina, responsabilidade, alcançando assim a melhor colocação da sua equipe .
Como será este ano?
R: Será o mesmo processo do ano passado, no período matutino e vespertino, com almoço, para incentivar o espírito de união familiar. As atividades serão desenvolvidas no colégio e no parque Guairacá.
A OLEJ influência no ano letivo dos alunos?
R:Sim, pois a OLEJ é uma motivação a mais, para que os alunos percebam que o colégio é um ambiente que vai além da aprendizagem tradicional, usando o esporte como uma ferramenta de aprendizagem, de superação de limites, de melhoria da autoestima, de cooperação.  Quando estamos unidos, somos mais fortes na busca de nossos objetivos  e de uma sociedade mais justa e humana.

Suelen  Franco
Jardel  Franco

Entrevista de emprego: sua postura diz muito sobre você!!


A primeira dica para você se dar bem na sua entrevista de emprego é ser natural, procure passar confiança, demonstre que você tem interesse real em conseguir e que você tem o perfil da vaga.
Trate o entrevistador com educação e respeito, evite uma atitude muito íntima (pode parecer forçado). Evite também uma postura submissa ou trímida durante a sua entrevista. Olhe o entrevistador nos olhos, de igual para igual.
          Uma coisa essencial na entrevista de emprego é a clareza de ideias: dê respostas claras as perguntas que lhe forem feitas, não exagere e nem tente enrolar o entrevistador, fique a vontade para expressar a sua opinião. Dica importante: não tenha medo ou receio de falar dos próprios defeitos (esconder seus defeitos é sinal de infantilidade e falta de auto-conhecimento) fale sobre eles com naturalidade, demonstre confiança para assumi-los e diga como lida com eles.

As 10 perguntas mais comuns das entrevistas de emprego:

      Uma das chaves para o sucesso na entrevista de emprego com certeza é uma boa preparação, conheça algumas das perguntas que os entrevistadores mais fazem e se prepare para elas:

prepare para elas:
  1. Por que você decidiu trabalhar na nossa empresa?
  2. Quais são as suas habilidades?
  3. Quais são seus principais defeitos?
    Como você lida com eles?
  4. Por que você saiu do seu último emprego?
  5. Qual foi o ponto alto de sua carreira até agora?
  6. O que você espera encontrar na nossa empresa?
  7. Como você acha que poderia contribuir com a nossa empresa?
  8. Qual foi maior realização da sua vida?
  9. Você prefere trabalhar em equipe ou trabalhar sozinho?
  10. Como você descreveria você mesmo?

    Além dessas perguntas a empresa pede seu e-mail, todos pensamos que é pra manter contato com o empregado, mas não é só para isso, é também para analisar as redes sociais da pessoa que pretende ocupar o cargo.

     

    Aluna: Larissa Zaborovski


quarta-feira, 21 de novembro de 2012

“Haicai”

     Expressão, reflexão, cultura, inspiração!


      A noite de quinta feira, dia 08 de novembro, ficou marcada
 na história do município: o lançamento da obra, “HAICAIS”.
Este livro teve a  autoria dos alunos dos colégios João de Lara e Marina 
Marés de Souza, onde puderam publicar sua sabedoria pela primeira 
vez em um livro. 
      A cerimônia aconteceu no centro comunitário de Paula Freitas
 e contou com a presença dos pais, professores, autoridades, como
 o vice prefeito Mauro Feliz dos Santos, a representante do núcleo
regional de educação Janete Sebben professora técnica pedagógica,
a secretária de educação do município, Silvia Imianoski, entre outros. 



Em entrevista, as alunas Nataly Stecki, Jacqueline Stocki e
Angélica Kusma do Colégio João de Lara. As seguintes perguntas 
foram atribuídas;
Qual a expectativa para o lançamento do livro?
“Que todos os leitores gostem, que repercuta não só para 
os membros do projeto, mas sim que outras pessoas possam estar
 atribuindo valor cultural e conhecendo nosso livro.”
Como se sentem em lançar um livro?
“Definitivamente honradas, sentimos um grande orgulho, pois nem
 todos têm a oportunidade que tivemos, temos quatorze anos e já
 fazemos parte de um livro,”
Quando saiu a notícia de que poderiam lançar um livro, qual sua reação?
“Achamos que não ia ser lançado, que não seria nada sério, não
 acreditávamos, pois era inesperado.”
Seu nome em um livro, o que isso significa para você?
“Uma grande oportunidade,pois as pessoas irão nos conhecer e 
conhecer nosso trabalho,”
Vocês acham que com o lançamento do livro, sua reputação no colégio 
aumentará?
“Sim, pois fomos a primeira turma do município a lançar um livro, iremos
 ser lembradas futuramente.”
Qual sua inspiração para criar o haicai?
“Montanhas, paisagens, a Serra da Esperança, definitivamente os belos 
lugares que temos em nossa região que deveriam ser mais aproveitados.”

Em entrevista, a professora Marines Simone de Lara, foram 
atribuídas duas questões:
Por ser uma das coordenadoras do projeto; qual sua intenção 
com esse livro?
 “A principal intenção é fazer com que os alunos leiam, 
conheçam a obra de Helena Kolody e que eles escrevam, por
 que hoje o poder da palavra é expressar ideias através de poemas
 e esses poemas farão parte de um  livro e incentivará esses alunos 
a produzirem e a conhecerem mais, onde ficará registrado e outras pessoas 
poderão ver o trabalho realizado em sala de aula.”
Em sua opinião! O lançamento de o livro irá repercutir futuramente, 
aumentando os índices de escrita, leitura e criação de novos projetos? 
“Sim, acredito que tendo a experiência pela qual esses colegas
 passaram, os outros alunos serão incentivados a escrever mais, a ler mais, 
e quem sabe um dia também ter esses textos publicados em livros que venham
 a ser editados e lidos por todos.”

Entrevistando o diretor Jeferson sobre o evento, declara:
“É preciso que os alunos vivenciem, que eles possam não só
 ficar com o livro, mas que isso influencie em sua vida
 profissional que vejam que eles podem ser mais do que apenas alunos.
 Olha o sucesso que foi hoje, olha o público que envolveu, tenho a certeza 
de que vários outros alunos gostariam de estar no lugar deles, porque 
 acredito que no futuro irão ter muito mais pessoas querendo fazer o que
 eles fizeram, pois quem estava assistindo a cerimônia também poderia ter 
o dom da escrita, da poesia. Eu fui professor de alguns dos alunos que estavam 
aqui hoje, e alguns desses alunos, não acreditavam no potencial que eles 
poderiam ter e hoje a gente viu que eles podem , mostraram determinação 
e talento, e tenho a certeza de que eles
 podem muito mais."

Em entrevista ao excelentíssimo vice prefeito do município, 
senhor Mauro Feliz dos Santos sobre a importância do evento para 
o município, e se é um estimulo a educação do município declara:
“Esse evento é de grande importância para o nosso município, essa 
noite de hoje, com o lançamento do livro desses pequenos poetas,
 é um passo importante que a classe estudantil esta dando e com certeza
 não vão ser as primeiras, irão aparecer muitos outros eventos onde seria
 muito importante a formação de nossos alunos ainda mais como
 escritores. É um grande estímulo à educação do município,
 a literatura é sempre de grande importância na educação. Peço 
a esses alunos para que não parem ai, que continuem, porque será 
uma honra ao município acompanhá-los  em novos trabalhos e novos estudos.

Após a cerimônia, os poetas puderam estar autografando e 
entregando seus livros ao público, cena na qual foi de grande 
emoção e alegria, pois haviam conseguido mostrar aos seus 
familiares e amigos a sua obra .Com grande orgulho os dirigentes
do projeto e também os alunos seguiram para suas casas 
distribuindo clareza, emoção, reflexão, sabedoria, liberdade
de expressão e muita cultura.
                                                     

                                                                    Entrevista feita por;
                                                                             Alex Fábio
                                                                             Pedro Israel

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Consciência Negra


        Hoje, dia 20 de novembro é comemorado o dia Nacional da Consciência Negra. Data esta, que foi escolhida após a morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares, no ano de 1695. A homenagem a Zumbi foi mais do que justa, pois este personagem histórico representou a luta do negro contra a escravidão, no período do Brasil Colonial. 
        Ele morreu em combate, defendendo seu povo e sua comunidade. Os quilombos representavam uma resistência ao sistema escravista e também uma forma coletiva de manutenção da cultura africana aqui no Brasil. Zumbi lutou até a morte por esta cultura e pela liberdade do seu povo.
        A criação desta data comemorativa é de grande importância, pois serve como um momento de conscientização e reflexão, sobre a importância da influência cultural e do povo africano na formação da nossa sociedade.
       Enfim, com o tempo o negro foi quebrando as barreiras, superando as dificuldades e mostrando que  também possuem a capacidade de vencer!
       Uma boa dica para quem quer saber mais sobre a cultura e a religiosidade africana é o filme "BESOURO"...



Larissa Zaborovski
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

El Prejuicio Racial


 En el siglo XXI todavía nos encontramos con el Prejuicio Racial. La causa principal de esta "enfermedad" de la sociedad es la ignorancia. Donde juzgar el carácter de una persona, lo cual es, por su apariencia física.
    ¿Tiene el exterior aparecen define el carácter de una persona? ¿Tiene una raza es mejor que otro?
    Todos sufrimos de este problema, pero en diferentes niveles. Cuando no se conoce a una persona empieza a juzgar lo consciente o inconsciente sobre la base de lo que vemos.
    Que por pura ignorancia del verdadero carácter y la personalidad de la persona.
Nos generalizar a una persona por su raza, por ejemplo: "Todas las personas de esa raza son ..." Estas ideas fueron formados por la sociedad, por los medios de comunicación y la forma en que fueron creados.
    Quizás estas ideas fueron impartidas directamente o indirectamente por nuestros propios padres.
    Incluso el miembro más inteligente de una sociedad se dará cuenta de que en cierta medida se juzgar a una persona por su aspecto físico.
    Para luchar contra esta enfermedad y prevenir las atrocidades de la sociedad, la sociedad moderna ha creado "leyes" para garantizar que todas las personas "tratar" con respeto y dignidad, lo que permite a todos el derecho a la vida ya la libertad. Pero a pesar de la acción del hombre puede ser interferida por estas leyes, su corazón y no pensar.
    Así que conferencias, foros, etc para promover la unidad, la comprensióne y la tolerancia.
    Como sabemos, el segundo mandamiento de la ley de Dios es: "Amarás a tu prójimo como ati mismo". Este próximo puede ser blanco, negro, amarillo, rosa o azul, porque la apariencia no define el carácter, pero su actitud


Tradução do texto da aluna do celem: Suelen Dulce Franco

Preconceito Racial 
Em pleno século XXI ainda encontramos preconceito racial. A principal causa desta "doença da sociedade” é a ignorância, onde julgar o caráter de uma pessoa ou o que ela é apenas pela sua aparência física.
     O exterior define o caráter de uma pessoa? Uma raça é melhor do que a outra?
     Nós todos sofremos com esse problema, mas em níveis diferentes. Quando conhecemos uma pessoa, começamos a julgá- la, consciente ou inconscientemente, pelo que vemos ou pelo que ela “parece” ser. Isso, por ignorância do verdadeiro caráter e da personalidade da mesma.
Nós generalizamos a raça de uma pessoa, por exemplo: "Todas as pessoas de que raça são ..." Essas idéias foram formadas pela sociedade, pelos meios de comunicação e como fomos criados. Talvez essas idéias foram dadas diretamente ou indiretamente pelos nossos próprios pais.
     Mesmo o membro mais inteligente da sociedade vai perceber que em algum momento, vai fazer um pré-julgamento de uma pessoa, por sua aparência.
     Para combater essa doença e evitar as atrocidades da sociedade, a sociedade moderna criou "leis" para garantir que todas as pessoas se "tratem" com respeito e dignidade, permitindo a todos o direito à vida e à liberdade. Mas, apesar da ação humana poder ser interferida por essas leis, o seu coração e o seu pensar não.
     Assim foram criados conferências, fóruns, etc, para promover a unidade, e compreesão e a tolerância.
     Como sabemos, o segundo mandamento da lei de Deus é: "Ame o seu próximo como a si mesmo". Este próximo pode ser branco, preto, amarelo, rosa ou azul, porque a aparência não define caráter, as suas atitudes sim!


terça-feira, 13 de novembro de 2012

Fatos extraordinários sobre os sonhos

Os cegos também sonham Pessoas que ficam cegas depois do nascimento podem ver imagens durante os sonhos. As pessoas que nascem cegas, também não enxergam durante o sonho, mas possuem sonhos igualmente vívidos envolvendo seus outros sentidos: audição, olfato, tato e suas emoções. É difícil para pessoas que enxergam, imaginar, mas a necessidade dos sonhos para o corpo é tão forte que os cegos podem virtualmente manipular todas as situações com as quais sonham. Você esquece 90% dos seus sonhos Depois de cinco minutos acordados a metade do sonho já foi esquecido. Em 10m, 90% já se foi. O famoso poeta Samuel Taylor Coleridge acordou uma manhã depois de ter um fantástico sonho (possivelmente induzido pelo ópio) e começou a descrever sua “visão em um sonho”, que é um dos poemas ingleses mais famosos: Kubla Khan. Depois de haver escrito 54 linhas ele foi interrompido por um visitante indesejado. Samuel retornou ao seu poema, mas não pode lembrar o resto de seu sonho. O poema nunca foi concluído. Curiosamente o autor Robert Stecenson inventou a história do Doutor Jeckyll e Sr. Hyde enquanto estava dormindo. Frankenstein, de Mary Shelley, também foi filho de um sonho da autora. Os sonhos previnem psicose Em um estudo recente sobre o sono, estudantes que foram acordados no início de cada sonho, mas mesmo assim puderam dormir suas oito horas de sono. Todos experimentaram dificuldades de concentração, irritabilidade, alucinações e sinais de psicose depois de apenas três dias. Quando eles finalmente foram autorizados a dormir durante o sono REM (Rapid Eyes Movement em inglês ou movimento rápido dos olhos; é o sinal fisiológico de que começamos a sonhar durante o sono), seus cérebros compensaram o tempo perdido aumentando muito o percentual de sono realizado no estagio REM. A ciência (Conscienciologia) estuda a posibilidade de os sonhos serem, na realidade, uma manifestação da própria consciência individual, como uma espécie de comunicação com o corpo físico, ou ainda que o sonho é uma projeção do nosso corpo energético para fora do corpo físico, onde poderíamos entrar em contato com a multidimensão. Os sonhos não são sobre o assunto que parecem tratar Se você sonha sobre algum assunto em particular não é comum que o sonho seja realmente sobre isso. Os sonhos nos falam em uma linguagem profundamente simbólica. A mente consciente tenta comparar seu sonho a outra situação ou coisa similar. É como uma analogia em uma poesia que diz que as formigas são como máquinas que nunca param. Em um sonho você nunca compara algo com esse mesmo algo, assim como na poesia, por exemplo: “Aquele belo pôr-do-sol era como um belo pôr-do-sol”. Portanto seja qual for o símbolo que o seu sonho escolha é muito improvável que o propósito do sonho seja o símbolo em si. Quem pára de fumar tem sonhos mais vívidos Os tabagistas que fumaram por muito tempo e pararam reportaram mais sonhos vívidos do que eles normalmente teriam. Em adição, de acordo com a revista científica Journal of Abnormal Psychology “entre 293 fumantes que se abstiveram entre uma e quatro semanas, 33% disseram que tiveram ao menos um sonho sobre fumar. Na maioria dos sonhos as pessoas se flagravam fumando e sentiam fortes emoções negativas como pânico e culpa. Sonhos sobre fumar foram o resultado do fato da desistência ao cigarro, pois 97% dos voluntários não os tinham enquanto fumavam e sua ocorrência foi relacionada significativamente ao período de abstinência. Eles foram relatados como mais vívidos do que os sonhos normais e são tão comuns como os grandes sintomas de abstinência ao tabaco”. Estímulos externos invadem nossos sonhos Isso é chamado de Incorporação ao Sonho e é a experiência em que a maioria de nós tem um som do mundo real ouvido em nosso sonho e incorporada de alguma maneira. Um exemplo similar ocorre quando você sente sede ou vontade de urinar no mundo real enquanto dorme e isto é transportado para o sonho. A maioria das crianças, já grandes, urinam na cama por causa de incorporação: estão com a bexiga cheia, sonham que estão apertados e urinam no sonho ao mesmo tempo em que molham a cama. Pessoas com sede durante o sono relataram tomar copos de água dentro do sonho para, minutos depois, ficar com sede e tomar outro copo. O ciclo se repete até o momento que a pessoa acorda. A famosa pintura acima de Salvador Dali explica exatamente este conceito. O seu nome é “Sonho Causado Pelo Vôo de uma Abelha ao Redor de Uma Romã um Segundo Antes de Acordar”. Fatos extras * Você não sonha enquanto ronca. * Se você for acordado durante o sono REM você tem mais chances de lembrar seu sonho mais vividamente do que quando você acorda pela manhã. * Não existe evidência científica que confirme o mito de que acordar um sonâmbulo possa mata-lo.


JARDEL LUIZ FRANCO 

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Não use drogas , use a inteligência !

Ocorreu no dia 30/10 uma Palestra no colégio , da qual o tema era Prevenção as drogas .
O objetivo da palestra era mostrar aos alunos os valores da vida , o respeito por ela e o perigo que a droga nos traz .
Em entrevista o palestrante Felipes Gonsalves Lopes , integrante da Ong Stop Drogas , nos falou o objetivo de seu trabalho que é prevenção de drogas , falar sobre os valores e mostrar que as drogas não é o caminho certo .
Na mesma entrevista nos contou que o que o isnpira em suas palestras em primeiro lugar é seu pai , fundador da Ong e principalmente o que motiva é conseguir que os jovens saiam do mundo das drogas .
Perguntando  sobre o que achou do nosso colégio , eles nos diz que a galera é muito dez e que o colégio é muito organizado .
                                       
                                         SE VOCÊ TEM A CABEÇA FEITA , NÃO USE DROGAS ! 


Roberta Bauer
Suelen  Franco
Daiane Matorizem

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Halloween no Brasil??

Dia 31 de outubro é comemorado o Halloween ou "Dia das Bruxas". Este evento tradicional e cultural, que ocorre basicamente em países de língua inglesa, mas com especial  relevância nos Estados Unidos, Irlanda e Reino Unido. Acredita-se que na passagem dessa noite, as almas saem de seus túmulos e partem pelas ruas amedrontando todos aqueles que estão por perto. 
No Brasil a comemoração desta data é recente. Chegou ao nosso país através da grande influência da cultura americana e se propagou por todo o território nacional.
Mas será que devemos adquirir algo que não faz parte da nossa história ?
Muitos brasileiros defendem que a data nada tem a ver com a nossa cultura e, portanto, deveria ser deixada de lado. Argumentam que o Brasil tem um rico folclore que deveria ser mais valorizado e dar mais importância as crenças nascidas no país deixando manifestar o patriotismo dentro de nossa cultura.



Suelen Franco